História e Dança:

Interpretando fontes

Coletivo Hunna

Email: hunnacoletivo@gmail.com

 

2ª edição - Novembro/Dezembro de 2020

Ministrado por: Ana Terra De Leon, Jéssica Prestes, Naiara Rotta Assunção e Nina Paschoal

Temática: Pesquisa sobre dança com base nas fontes históricas

Carga Horária: 10h (5 encontros de 2h cada)

Datas: Quartas-feiras, (11/11, 18/11, 25/11, 02/12, 09/12) 

Horário: Das 19:30 às 21:30
Pensamos neste horário para abarcar aqueles e aquelas que tiram o fim de semana para descansar, assim como quem utiliza fins de semana para ensaios.

Número de vagas: 25 participantes

O curso História da dança: interpretando fontes tem por objetivo instigar e contextualizar as possibilidades de uso das fontes históricas, buscando a aplicação de análises historiográficas nas pesquisas relacionadas às Danças do Ventre, Danças Ciganas e Fusões Tribais.

O curso ocorrerá ao vivo por plataforma online. As vagas são limitadas pois ocorrerá no formato de oficina, sendo encorajada participação ativa dos e das participantes nas discussões e atividades que serão ministradas.

Objetivos gerais:

Possibilitar o contato de professoras(es) e bailarinas(os) de dança de Danças do Ventre, Danças Ciganas, Fusões Tribais e modalidades afins com a pesquisa histórica de maneira rígida e calcada em fontes confiáveis. Transmitir conhecimento histórico de maneira correta, sem cair em achismos e reprodução de estereótipos.

Objetivos específicos:

- Compreensão do que é história e como se faz pesquisa histórica;

- Identificação de fontes bibliográficas confiáveis para informar-se sobre processos históricos;

- Entender a diferença entre fonte bibliográfica e fonte histórica;

- Interpretar fontes históricas de diferentes tipos a partir de metodologia científica;

- Operar conceitos históricos para a interpretação de fontes e bibliografia.

Metodologia:

- A primeira aula será expositiva, na qual as quatro professoras darão uma introdução sobre o que é história e como se pesquisa história.

- As quatro aulas seguintes funcionarão na forma de oficina, para que as e os participantes aprendam a lidar com diferentes fontes históricas (literária, visual, audiovisual e oral) relacionadas à dança.

Plano de Aulas

Encontro 1 – Compreendendo o que é história, o que são fontes históricas 

Ministrantes: Ana Terra De Leon, Jéssica Prestes, Naiara Rotta Assunção e Nina Paschoal

 

Nessa aula introdutória começaremos a nos familiarizar com o fazer histórico. Vamos discutir o que é “história”, quais os métodos científicos que utilizamos para fazer pesquisa em história, o que são fontes primárias e secundárias, como fazer perguntas às fontes para produzir conhecimento histórico.

Encontro 2 – Trabalhando com fontes históricas escritas

Ministrante: Naiara Assunção

1ª parte: Exposição sobre fontes históricas escritas: quais os diferentes documentos que podemos utilizar como fonte histórica? Como interpretá-los?

2ª parte: Que ferramentas teóricas nos podem ser úteis para interpretar essas fontes? Exposição sobre o conceito de “orientalismo” lançado por Edward Said.

3ª parte: Trabalhando com relatos de viagem: viajantes europeus, as ghawazee e as awalim. Aqui, analisaremos alguns trechos de relatos de viagem produzidos por europeus e europeias que foram ao Egito no século XIX. Iremos observar como eles e elas descreveram as danças e dançarinos nesses escritos e vamos pensar nas possibilidades de produzir conhecimento histórico a partir dessas descrições.

Encontro 3 – Trabalhando com a oralidade no contexto cigano

Ministrante: Jéssica Prestes

1° parte: Contextualização do contexto da cultura e da dança cigana na História. Quem são, quais são seus grupos e a dinâmica cultural da etnia.
2° parte: O trabalho com a oralidade, para que serve, metodologia, conceitos e etapas. Elementos presentes na contextualização no uso da oralidade dentro da pesquisa histórica: Reações humanas, ambiente, estrutura da fala/relato...

3° parte: Análise de diferentes fontes orais na perspectiva étnica cigana. Fontes transcritas a partir de pesquisas de doutorado, entrevistas e de uma plataforma específica sobre a memória do holocausto.

 

4 – Trabalhando com fontes históricas visuais: representações da “Dança do Ventre”

Ministrante: Nina Paschoal

1ª parte: apresentação do contexto histórico (século XIX e colonização francesa/inglesa do Egito)

2ª parte: introdução de conceitos (romantismo, pitoresco, sublime, representação e orientalismo). Discussão sobre o papel social da arte e do artista. 

3ª parte: proposta de metodologia de análise de fontes visuais. Perguntas que devemos fazer às pinturas. Diferenciar pintura realista de realidade.

4ª parte: oficina: análise conjunta de obras de arte de temática orientalista

Envio de material complementar + vídeo Ariano Suassuna

Encontro 5 – “Tribal, dança cigana e dança do ventre: ué, tem relação?”: trabalhando com fontes históricas audiovisuais

Ministrante: Ana Terra De Leon

1ª parte: Exposição sobre fontes históricas audiovisuais: o que são? Como trabalhar com elas enquanto documento histórico? Quais perguntas podemos fazer para estes documentos?

2ª parte: Exposição sobre o contexto de surgimento do tribal: discursos acerca das bailarinas das décadas de 1970-1980, contexto de surgimento do estilo, desdobramentos, relações com a dança do ventre. Exposição do vídeo “Jamila Salimpour Bellydancing History” e da justificativa para escolha de um vídeo de Jamila.

3ª parte: Montaremos uma análise do vídeo a partir de um roteiro de perguntas organizado coletivamente.

4ª parte: Espaço para perguntas e debates.

Clicando no link acima você terá acesso a nosso regulamento e nosso formulário. Não deixe de ler as regras antes de comprar o curso. Ao fazer sua inscrição, você concorda com todos os itens do regulamento. Qualquer dúvida estamos à disposição.

Atenciosamente,
Coletivo Hunna.